Parlamentares discutem infraestrutura e redução do ITBI em Caruaru 

PUBLICIDADE

Na tribuna da Câmara de Vereadores, na sessão ordinária da terça-feira (22), Anderson Correia (PP) falou sobre seu anteprojeto de lei que será votado na próxima plenária e visa a redução da alíquota do Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) de 2% para 1%. O parlamentar justificou que muitos imóveis se encontram irregulares porque seus proprietários acham o percentual acima do orçamento. Além da redução, ele sugere que a quantia seja parcelada em até 24 vezes.

Perpétua Dantas (PSDB) falou sobre pontos com iluminação pública precária. A vereadora destacou usou como exemplo a Av. Portugal, no bairro Universitário. De acordo com ela, a população local tem relatado o aumento da criminalidade facilitada pela falta de iluminação.

O presidente da Casa, Bruno Lambreta (PSDB), pediu um aparte na fala da colega e disse que esteve na secretaria de serviços públicos e ficou preocupado com a situação que se encontra a iluminação pública do município. Ele afirmou que está havendo alguns impasses entre a empresa responsável pela iluminação e a pasta de serviços públicos.

Galego de Lages (MDB) comunicou que esteve, junto ao prefeito Rodrigo Pinheiro (PSDB) e sua equipe, no Distrito de Lajes. Na visita, o edil afirmou que fez um apelo ao chefe do executivo para que se providencie um terreno para construção de uma escola, visto que atualmente a unidade de ensino funciona em um prédio com pouca estrutura e sem ventilação. Galego afirmou que o chefe do Executivo já solicitou a instalação de ar-condicionados e está negociando um terreno para construção do novo espaço educacional.

A vereadora Kátia (Republicanos) pediu atenção da Compesa para serviços de esgotamento sanitário não concluídos no Bairro Rendeiras e falou sobre a falta total de água no setor 1 do calendário da companhia, também no bairro. De acordo com ela, a população local se queixou e fez um apelo para que a Compesa ao menos envie caminhões pipa.

Ainda na ocasião, os parlamentares votaram 60 proposituras da ordem do dia, entre requerimentos, indicações e projetos de decreto legislativo.

Foto: Vladimir Barreto

PUBLICIDADE