Após 45 dias sem reajuste, Petrobras aumenta preço da gasolina em R$ 0,23 por litro para as distribuidoras a partir desta quarta-feira (25)

PUBLICIDADE

A Petrobras anunciou que, partir de desta quarta (25), o preço médio de venda de gasolina da Petrobras para as distribuidoras passará de R$ 3,08 para R$ 3,31 por litro, um aumento de R$ 0,23 por litro.

“Esse aumento acompanha a evolução dos preços de referência e é coerente com a prática de preços da Petrobras, que busca o equilíbrio dos seus preços com o mercado, mas sem o repasse para os preços internos da volatilidade conjuntural das cotações e da taxa de câmbio”, justifica a Petrobras.

O indicado do novo governo para a presidência da Petrobras, Jean Paul Prates, ainda não assumiu o cargo. Ele defende uma mudança na política de preços de combustíveis, atualmente baseada no dólar.

O valor final dos preços dos combustíveis nas bombas depende não só dos valores cobrados nas refinarias, mas também de impostos e das margens de lucro de distribuidores e revendedores. Os postos têm liberdade para estabelecer os preços cobrados; assim, a queda do preço cobrado pela Petrobras pode demorar — ou nem chegar — às bombas.

Segundo a Petrobras, a mistura obrigatória de 73% de gasolina A e 27% de etanol anidro para a composição da gasolina comercializada nos postos faz com que a parcela que fica com a empresa seja de, em média, R$ 2,42 a cada litro vendido na bomba.

Os demais combustíveis não tiveram os preços alterados.

PUBLICIDADE