Nova portaria do Governo de Pernambuco muda protocolos para ensino presencial

PUBLICIDADE

Com a melhora no número de casos da Covid-19 em Pernambuco, devido o avanço na vacinação, o Governo do Estado, lançou nesta sexta-feira (16), no Diário Oficial uma portaria – nº SEE N° 3777 – que altera alguns protocolos para o ensino presencial, em escolas públicas e privadas. De acordo com o documento, o distanciamento mínimo exigido em sala de aula, entre um aluno e outro, passa a ser de um metro e não mais de 1,5 metro. Além disso, o documento estabelece que no espaço de refeitório ou cantina o distanciamento mantido, deverá ser de 1,5 metro. Anteriormente este distanciamento era de dois metros.

Segundo Luiz Tôrres Neto, advogado especialista em direito educacional, esta nova portaria traz uma esperança para o setor da Educação. Ele alerta, que mesmo com estas mudanças, o sistema híbrido de ensino permanece vigente. “Fica a cargo dos pais ou responsáveis a escolha do regime presencial e/ou retomo. Também se faz necessário continuar com os cuidados, como uso da máscara, do álcool em gel, para alunos e profissionais, mas esta portaria traz uma possibilidade de mais alunos no ensino presencial”, destacou.

Ainda de acordo com Luiz, a educação remota é importantíssima, sobretudo neste momento de cuidados e distanciamento, porém “nada substitui a educação presencial”.

A portaria ainda traz a necessidade da instituição de ensino marcar lugares no refeitório para diminuir a movimentação, reorganizar os espaços coletivos e organizar um cronograma para que as turmas utilizem o espaço de alimentação, evitando assim as aglomerações. O documento está disponível na internet.

Foto: reprodução/internet

PUBLICIDADE