Caruaru encerra ações voltadas para a primeira infância junto ao Urban-95, neste sábado (27)

PUBLICIDADE

A Prefeitura de Caruaru, por meio das Secretarias de Planejamento, Gestão e Orçamento; Educação e Autarquia de Mobilidade, Trânsito e Transportes de Caruaru (AMTTC) finaliza, neste sábado (27), a programação de ações voltadas para a primeira infância junto ao Urban-95. O encerramento contará com a entrega do segundo parque naturalizado do município.

O evento será às 16h, na antiga Estação Ferroviária, próximo ao cruzamento das ruas Belmiro de Barros e Frei Caneca. Na ocasião, haverá oficinas para a criançada, tenda brincante e teatro de mamulengos.

Os parques naturalizados têm como objetivo conectar as escolas com os espaços públicos e colocar as crianças em contato com a natureza, tornando o caminho de casa até a unidade de ensino seguro e lúdico, além de promover a prática do lazer.

O secretário de Planejamento, Gestão e Orçamento, Swami Lima, destacou a importância de planejar políticas públicas voltadas para a fase inicial da infância. “Caruaru faz parte da rede 95 junto com vários municípios do Brasil e é uma ação que começou no início de novembro, especificamente, lá no Morro Bom Jesus, com a construção do primeiro parque naturalizado, ao lado do CMEI Dom Costa. A segunda ação ocorreu hoje (26), no CMEI Maria do Carmo e na Escola Duque de Caxias, que têm muitos alunos se deslocando do centro de Caruaru, próximo à antiga Estação Ferroviária. E a proposta é, justamente, a gente poder conectar esses espaços escolares aos parques”, ressaltou.

Ainda de acordo com o secretário, o conceito desse tipo de intervenção é criar caminhos seguros, melhorando a sinalização de trânsito, tanto na horizontal quanto na vertical, deixar mensagens no caminho, bem como oferecer atividades lúdicas para as crianças. “Além disso, requalificar espaços públicos, áreas abertas próximas às escolas, para que se consiga ‘desemparedar’ a infância.”

A ação desta sexta-feira contou com a parceria da Secretaria de Educação e Esportes de Caruaru e reuniu os estudantes da Escola Duque de Caxias e os pais das crianças, onde o projeto foi apresentado às famílias.

Sobre o Parque:

A proposta é que esses parques sejam construídos com materiais de fácil utilização. E, no caso específico da Estação, foi feita a transformação de uma árvore, um eucalipto, que estava para cair. A matéria-prima do eucalipto se transformou em brinquedos, equipamentos e bancos, criando um espaço dedicado à primeira infância e as demais crianças.

Pictograma – Como parte da intervenção artística em forma de xilogravura, foi representada no pavimento asfáltico, marcando a identidade da cultura de Caruaru no nordeste brasileiro. A intervenção tomou partido de elementos que caracterizam o legado cultural da cidade, como o Monte Bom Jesus, cacto e o sol, que ficou estrategicamente pintado no encontro entre a Rua Belmiro Pereira e Rua Frei Caneca.

Fotos: Edmilson Tanaka

PUBLICIDADE