Mendonça parabeniza a bancada federal pelo apoio político para a criação do Instituto Federal do Agreste

PUBLICIDADE

O ex-ministro da Educação, Mendonça Filho, elogiou nesta sexta-feira (26/11), a decisão do Ministério da Educação, de criar um novo instituto federal em Pernambuco, sediado no Agreste. “É uma decisão política legítima, respaldada por ampla manifestação da bancada pernambucana e com atuação destacada do líder do Governo, Fernando Bezerra Coelho”, afirmou, defendendo que o Agreste precisa ter representatividade, voz e importância no cenário educacional federal em Pernambuco. Mendonça lembrou da luta, quando foi ministro da Educação, para garantir a Universidade do Agreste, em Garanhuns. “A região ganhar agora um Instituto Federal vai reforçar a interiorização da educação e impactar o desenvolvimento econômico e social do interior”, reforçou.

Pernambuco tem dois institutos federais: o IFPE, sediado no Recife, e o IF Sertão, com sede em Petrolina. O IFPE administra 16 campi distribuídos na Região Metropolitana, Mata, Agreste e até no sertão. Segundo Mendonça, o Instituto Federal do Agreste vai descentralizar e otimizar a gestão. “Não gera nenhum prejuízo para o IFPE e é um caminho importante para a interiorização da educação e para o desenvolvimento do Agreste e da Mata, independente da capital”, disse. Segundo Mendonça, os estudos técnicos para a descentralização de institutos federais em todo o país foram iniciados pela sua gestão como ministro da Educação.

“Deixamos pronto o estudo para a criação do Instituto do Agreste”, lembrou. Ministro da Educação entre 2016 e 2018, Mendonça viabilizou recursos para a conclusão dos campis definitivos do IFPE em Abreu e Lima, Paulista, Jaboatão dos Guararapes, Igarassu e Palmares. “O ensino técnico teve total apoio da nossa gestão no MEC. Da reforma do ensino médio, com a inclusão da formação técnico profissionalizante como itinerário formativo, até o investimento na rede de institutos federais no País com a liberação de R$ 1,3 bilhão, com 15 campi entregues e cerca de 400 obras concluídas no país”, lembrou.

Mendonça destacou a importância do apoio da maioria da bancada federal de Pernambuco para o projeto de criação do novo Instituto Federal para Pernambuco. “Uma conquista dessa dimensão para a educação e para o desenvolvimento do nosso estado tem que unir a todos. Deixar de lado diferenças em prol dos interesses dos pernambucanos sempre foi uma marca da bancada pernambucana”, afirmou. O ex-ministro lembrou que o Agreste tem campus da UFPE em Caruaru, da UFRPE, em Belo Jardim, homologado pela sua gestão no MEC, em 2017.

Foto: reprodução/Facebook

PUBLICIDADE